O município de Eirunepé acaba de receber os quase 60 novos equipamentos para a instalação da nova usina termelétrica do município, que irá ampliar a capacidade de fornecimento de energia da cidade de 6 para 10 MW. A medida só foi possível graças ao esforço do prefeito Raylan Barroso e toda a equipe da prefeitura, que há anos articula a execução do projeto com a Eletrobrás Amazonas Energia, tendo buscado apoio em Brasília e na capital amazonense.

O projeto de expansão da linha de transmissão interligará a atual estação à nova. Toda a estrutura da inserção elétrica da Eletrobrás na rede, proporcionará maior confiabilidade ao sistema de abastecimento de energia elétrica no município, e também no atendimento às exigências nas horas de pico.

As tratativas para a implementação da nova usina foram anunciadas oficialmente em 2018 em uma audiência pública na Câmara Municipal de Eirunepé, com a presença do prefeito Raylan Barroso, do deputado federal Sidney Leite, deputado estadual Josué Neto, vereadores, o diretor da Eletrobrás, Radyr Gomes e representantes da empresa.

Para Raylan, a nova usina significa um grande passo para o desenvolvimento do município. “Nossa atual usina opera em 4 a 5 MW, a nova usina terá o dobro da produção e capacidade podendo chegar a 10MW. Fizemos muito esforço por sabermos do problema que é não ter energia em casa. Houve um tempo em de duas em duas horas os eirunepeenses ficavam sem eletricidade, isso sem falar dos prejuízos para comércios e empresas. Isso agora vai mudar com certeza”, finalizou.

A previsão é que a nova termelétrica entre em operação no primeiro semestre de 2021.